LIVROS ESCRITOS POR FREDERICK S. PERLS

(PERLS, F. Ego fome e agressão: uma revisão da teoria e do método de Freud. Ed. Summus, 1942)
Sinopse: Primeiro livro de Perls, escrito num período de transição, em que já não se identificava com a psicanálise, e antes de criar a Gestalt-terapia. Perls questiona várias das concepções psicanalíticas da época, tornando o livro um exercício de reflexão. Imprescindível para quem deseja conhecer os primórdios da abordagem gestáltica, bem como suas semelhanças e diferenças em relação à psicanálise.

(PERLS, F., HEFFERLINE, R. e GOODMAN, P. Gestalt-terapia. Ed. Summus, 1951)
Sinopse: Considerada a pedra angular da Gestalt-terapia, esta obra foi publicada pela primeira vez em 1951 e reeditada em 1994 para resgatar os fundamentos teóricos sobre os quais se estrutura a Gestalt-terapia. São apresentados os conceitos básicos elaborados por Perls, Hefferline e Goodman que deram origem a toda a literatura posterior e nortearam as técnicas utilizadas na prática gestáltica.

(PERLS, F. Gestalt-terapia explicada. Ed. Summus, 1969)
Sinopse: Fritz Perls, com sua constante inquietação e intransigência, deixa-nos como legado esta síntese genuína de sua grande criação, a gestalt-terapia. O livro apresenta de maneira simples e informal – palestras e sessões gravadas – as ideias nas quais se sustenta a gestalt-terapia. Difícil imaginar algo que nos aproxima-se mais da gestalt-terapia do que o próprio Perls atuando e comentando suas intervenções.

(PERLS, F. Escarafunchando Fritz: dentro e fora da lata do lixo. Ed. Summus, 1969)
Sinopse: Autobiografia em que Frederick S. Perls, criador da Gestalt-terapia deixa fluir seu foco de consciência e “escreve tudo que quiser ser escrito”. Parte em forma poética, muitas vezes divertido, o livro é um mosaico multifacetado de memórias e reflexões sobre sua vida, bem como um interessante relato de como surgiram as ideias e conceitos que deram origem e fizeram evoluir a Gestalt-terapia.

(PERLS, F. A abordagem gestáltica e testemunha ocular da terapia. Ed. Summus, 1973)
Sinopse: A abordagem geral da Gestalt-Terapia requer do paciente que especifique as mudanças que deseja em si mesmo, ajuda-o a incrementar a sua compreensão de como a si mesmo se frustra e derrota, e auxilia-o a experimentar e a mudar. Os textos são autoexplicativos e constituem uma introdução excelente para quantos se dediquem ao trabalho gestáltico-terapêutico. Os textos escritos por Fritz Perls, um dos criadores da gestalt-terapia, introduzem os conceitos básicos desta forma terapêutica que tem como base a busca por diretrizes positivas da existência. Para tanto, procura os valores estimulantes e valiosos, descobertos pelo indivíduo ao vivenciá-los.