Abordagem

abordagem_gestalt-terapia

A ABORDAGEM

Gestalt-terapia

Fritz Perls, ao escrever sua última obra – A Abordagem Gestáltica e Testemunha Ocular da Terapia – fez uma observação valorosa sobre o homem e seu grau de vitalidade. Segundo Fritz, o homem moderno perdeu sua capacidade criativa e se tornou um autômato ansioso, vagando sem objetivo, abrindo mão de sua vida criativa, de sua espontaneidade e de sua capacidade de alcançar seus interesses. Nesse sentido, então, o homem tornou-se um indivíduo refém de seu meio, apresentando dificuldades em expressar sua autenticidade.

A Gestalt-terapia, abordagem clínica de base Humanista, tem por objetivo ampliar a consciência do cliente e trabalhar para o desenvolvimento de suas potencialidades, visando que o mesmo possa lidar com seus conflitos de modo criativo e responsável para que possa alcançar melhor qualidade de vida. Para isso, a gestalt trabalha no aqui-e-agora favorecendo que o indivíduo possa dar-se conta de seu modo de funcionamento obsoleto e de suas situações inacabadas, estabelecendo ajustamentos criativos e a busca por uma vida mais saudável.

Oração da Gestalt

Fritz Perls, 1969

“Eu sou eu, você é você.
Eu faço as minhas coisas e você faz as suas coisas.
Eu sou eu, você é você.
Não estou neste mundo para
viver de acordo com as suas expectativas.
E nem você o está para viver de acordo com as minhas.
Eu sou eu, você é você.
Se por acaso nos encontrarmos, é lindo.
Se não, não há o que fazer.”