CURSO

Caixa de Ferramentas para Terapeutas

Profa. Laura Cristina da C. Ferreira

DIAS 19 E 20/OUT/2019

O curso pretende apoiar o desenvolvimento dos terapeutas a partir do reencontro com sua trajetória, experimentações e vivências, despertando a consciência para novas possibilidades de ação, valorizando seus saberes, encontros e seu olhar único para o outro, para o mundo e para si mesmo.

O programa pretende fortalecer as capacidades criativas, resgatando valor aos modos particulares de ser quem “se é”, ampliando tanto quanto possível a consciência sobre o que acontece aqui e agora, bem como as infinitas possibilidades “por vir” a partir dessa tomada de consciência.

No encontro com ‘o outro’, de modo presente, atento, genuíno, as distâncias entre o “eu” e o “não eu” poderão ser observadas, valorizadas e reconhecidas como diferenças que são, tornando estas relações mais empáticas, ou seja, mais integradas e autênticas.

O curso será composto por quatro módulos sequenciais e integrados: Conhecendo a caixa; Adquirindo ferramentas; Ferramentas de olhar;  Ferramentas de ouvir.

Cada módulo contará com material de suporte, atividades promotoras de contato, dinâmicas específicas, indicação de bibliografia, bem como espaço/tempo para compartilhamentos e acolhimento de dúvidas.

Objetivo geral: Tornar os alunos conscientes dos recursos adquiridos em suas trajetórias pessoais e profissionais.

Objetivos específicos:

Ampliação da capacidade perceptiva

Construção de estratégias para aquisição de recursos

Melhoria nas condições de trabalho terapêutico

Construção de redes de trocas

Valorização do repertório pessoal

Reconhecimento oportunidades

Apoio à tomada de consciência

Ampliação das fronteiras de contato

Melhoria da empatia

Aprimoramento da escuta e da observação

Cada um de nós carrega experiências, memórias, saberes, dores e a forma como organizamos todas essas informações nos torna o que somos. Como terapeutas essas vivências são um importante recurso para nosso trabalho e formam, o que aqui chamamos, a nossa caixa de ferramentas.

Em Gestalt-Terapia Integrada (2001), o casal Polster indica aspectos relevantes à construção do auto-conhecimento sobre os recursos dos terapeutas, afinal,  “o terapeuta também, como o artista, age a partir de seus próprios sentimentos, como o artista, usando seu próprio estado psicológico como um instrumento de terapia”(p.35).

Sendo assim, desenvolver condições para que os recursos existentes possam emergir, tornado-se consciente e disponíveis, apoia-se na proposição também defendida pelos Polster, pois “quando o terapeuta entra em si mesmo não está apenas tornando disponível ao paciente algo que já existe, mas está também auxiliando a ocorrência de novas experiências baseadas em si mesmo e também no paciente (…) O terapeuta muda; (…) cabe ao terapeuta tornar-se consciente dessa característica e aceitar essa consciência como parte do fluxo terapêutico.” (p.37-38).

 Deste modo, reconhecer as ferramentas existentes nas Caixas é de fundamental importância para construir-se terapeuta, aproximando-nos do que recomenda Perls, em Gestalt-Terapia Explicada (1977): “tornar-se real, aprender a assumir uma posição, desenvolver seu centro, compreender a base do existencialismo: uma rosa é uma rosa. Eu sou o que sou e neste momento não posso ser diferente de quem sou.” (p.17).

Alunos de graduação em Psicologia e psicólogos.

O curso não tem pré-requisitos teóricos, no entanto para um melhor aprofundamento é melhor que os alunos tenham cursado o ciclo básico da graduação, do mesmo modo, por se tratar de um curso vivencial é necessário ter consciência de que conteúdos subjetivos podem vir à tona e necessitarão ser trabalhados em processos terapêuticos individuais.

LAURA CRISTINA DA COSTA FERRERIA

Titulação. ESPECIALIZAÇÃO

Psicóloga formada há quinze anos, especialista em Gestalt-Terapia e Arte-Terapia, com experiência em atendimento clínico, políticas públicas, educação e relações comunitárias. Realiza atendimentos individuais para crianças, adolescentes e adultos. Consultora de projetos sociais, educacionais e literários, fomentando o desenvolvido comunitário, através de atividades coletivas, oficinas, desenvolvimento de redes, a partir da promoção do conhecimento, da leitura e mediação de conflitos. Trabalhou junto a projetos de grande impacto social, tais como Biblioteca-Parque, Minha Casa Minha Vida , Morar Seguro, fortalecendo vínculos comunitários, acompanhando intervenções, criando redes e parcerias. No terceiro setor, em projeto sócio-educativo para crianças, realizou atendimento, acompanhou famílias, trabalhou em parceria com setores relacionados à infância no desenvolvimento de estratégias de promoção e fortalecimento de vínculos. Professora, lecionou na rede municipal de ensino em turmas de educação especial, com ênfase em inclusão de turmas especiais em escolas regulares de ensino fundamental II. Atuou como mediadora, apoiando a inclusão e ampliando a acessibilidade de alunos com deficiência a recursos e possibilidades pedagógicas. Atuou também como na coordenação de projetos, treinamento e desenvolvimento de equipes, além da supervisão de estagiários e grupos de trabalho.

O curso utilizará vivências, dinâmicas coletivas, recursos artísticos e plásticos como instrumentos de promoção da consciência de si e do outro, utilizando ferramentas de arte e conceitos da abordagem gestáltica para costuras entre práticas e teorias.

Os encontros serão nos dias 19 e 20 de outubro de 2019, sábado e domingo, das 10 às 17 horas, com uma hora de intervalo para almoço.

O curso terá duração de 12 horas, distribuídas em dois encontros de seis horas cada.

O investimento de participação será de R$ 350,00

Instituto Ciclos
Rua Dr. Celestino, 122 – sala 901
Centro – Niterói – RJ – CEP: 22020-094

INSCRIÇÕES ABERTAS

*Após a efetivação da matrícula o valor não será devolvido em caso de desistência do aluno.